quinta-feira, 5 de janeiro de 2023

Memórias da Vila Velha

 


CADERNOS DO MUSEU DO SOM E DA IMAGEM (N.º 35)

Memórias da Vila Velha: Nos 750 anos da fundação de Vila Real

O cortejo histórico de 1972

CADERNOS DO MUSEU DO SOM E DA IMAGEM (N.º 34)
O cortejo histórico de 1972

sexta-feira, 30 de dezembro de 2022

Memórias da Vila Velha

Está patente no Museu do Som e da Imagem a exposição "Memórias da Vila Velha — Nos 750 anos da fundação de Vila Real".

terça-feira, 18 de outubro de 2022

No centenário da Diocese de Vila Real

 


CADERNOS DO MUSEU DO SOM E DA IMAGEM (n.º 33)

No centenário da Diocese de Vila Real: Memória fotográfica

quarta-feira, 5 de outubro de 2022

Memórias dos Bombeiros de Salvação Pública

Está patente no Museu do Som e da Imagem a exposição «Memórias dos Bombeiros de Salvação Pública», no âmbito das  comemorações dos 125 anos da Associação Humanitária dos Bombeiros da Cruz Branca.



sexta-feira, 23 de setembro de 2022

O Museu fora de portas

A exposição «No centenário da Diocese de Vila Real: Memória fotográfica», organizada pelo Museu do Som e da Imagem, está agora patente no Museu do Douro.



sexta-feira, 9 de setembro de 2022

O Museu fora de portas

Na próxima semana, entra em itinerância a exposição «No Centenário da Diocese de Vila Real», agora com o acolhimento e o apoio do Museu do Douro.




segunda-feira, 25 de julho de 2022

Vila Real, 1937

 

VILA REAL, 1937.
Rio Corgo.
Fotógrafo: Filipe Borges Júnior (1892-1982).
--------------------
O fotógrafo amador Filipe Borges Júnior (1892-1982) nasceu em Vila Real. A sua vida é praticamente indissociável da do seu irmão gémeo, José Manuel Borges Júnior, com quem manteve sempre uma cumplicidade umbilical. De resto, os gémeos Borges, entre muitas outras coisas, partilharam a frequência do curso de Engenharia, que concluíram no Porto, e uma carreira profissional nas Obras Públicas (mais tarde, Junta Autónoma de Estradas), envolveram-se na fundação do Sport Clube e do Circuito de Vila Real, dividiram o interesse pelo coleccionismo, pelas artes, pela arquitectura, pela heráldica, pelos desportos motorizados e, de certa maneira segurando tudo isto, pela fotografia.

sexta-feira, 1 de julho de 2022

O Museu fora de portas



Exposição patente no centro comercial Nosso Shopping, associando-se à 51.ª edição do Circuito de Vila Real.

quinta-feira, 30 de junho de 2022

Exposição de rádios e giradiscos




Últimos acertos numa exposição de rádios e gira-discos. Patente de segunda a sábado, das 9h30 às 19h30, na Biblioteca Municipal de Vila Real.

Organização do Museu do Som e da Imagem.

segunda-feira, 6 de junho de 2022

O Museu fora de portas



Exposição patente no centro comercial Nosso Shopping, associando-se à 51.ª edição do Circuito de Vila Real.

segunda-feira, 18 de abril de 2022

No centenário da Diocese de Vila Real

 

É já na próxima quarta-feira que o Museu do Som e da Imagem vai abrir ao público a sua nova exposição. A entrada é gratuita.

quarta-feira, 30 de março de 2022

Uma visita de estudo ao Museu

 


Pouco a pouco, o serviço educativo do Museu do Som e da Imagem vai recuperando o ritmo anterior à pandemia.

Ontem, recebemos alunos do Agrupamento de Escolas João de Araújo Correia, da Régua.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2022

Vila Real, figuras desaparecidas

 


A exposição «Vila Real: Figuras desaparecidas» está agora patente ao público na área de exposições do Museu do Som e da Imagem, no edifício do Teatro Municipal de Vila Real. Para ver ou rever até Abril.

quinta-feira, 18 de novembro de 2021

Vila Real, figuras desaparecidas

 


CADERNOS DO MUSEU DO SOM E DA IMAGEM (n.º 32)

Vila Real: Figuras desaparecidas

Vila Real, figuras desaparecidas

 


Na Biblioteca Municipal de Vila Real, está patente ao público a exposição «Vila Real: Figuras desaparecidas», de segunda a sábado, entre as 9h30 e as 19h30. A organização é do Museu do Som e da Imagem.

Uma visão sobre o património natural

 


Integrada na programação do FIIN — Festival Internacional de Imagem de Natureza, está patente na Sala 7 do Museu do Som e da Imagem a exposição fotográfica «Entre serras, uma visão sobre o património natural», de Luís Romba.

domingo, 30 de maio de 2021

A Sala 4 do Museu do Som e da Imagem

 


Vista da Sala 4 do Museu do Som e da Imagem
(com peças que pertenceram ao antigo Teatro Avenida, de Vila Real, inaugurado em 1930).

sábado, 15 de maio de 2021

Segunda edição do caderno n.º 17 do MSI



Biodiversidade de Vila Real: Nova abordagem fotográfica — segunda edição saída esta semana da gráfica.

É o n.º 17 dos Cadernos do Museu do Som e da Imagem, que entretanto se encontrava esgotado.

domingo, 18 de abril de 2021

LEMBRANÇAS da CASA do PADRE FILIPE

Faz agora 10 anos que o Museu do Som e da Imagem produziu e estreou o documentário “LEMBRANÇAS da CASA do PADRE FILIPE”. Colocamo-lo agora integralmente disponível no nosso canal do Youtube. Basta seguir a ligação em baixo.

Esta é a história de um tio e de dois sobrinhos, a história de uma certa Vila Real e, por arrastamento, de um certo Portugal na primeira metade do século XX.

terça-feira, 6 de abril de 2021

Liceu velho, Liceu novo

 


A história do Liceu de Vila Real contada a partir de hoje no átrio da Biblioteca Municipal de Vila Real. Uma exposição organizada pelo Museu do Som e da Imagem. Nesta fase de desconfinamento, aberta ao público de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 19h30.

segunda-feira, 25 de maio de 2020

Vila Real, 1952



VILA REAL, 1952.
Parque de estacionamento em dia de corridas de automóveis, no antigo campo de futebol de Abambres (Lugar do Boque).
Fotógrafo: Manuel Costa Monteiro (1918-2000).
--------------------
Manuel Joaquim da Costa Monteiro nasceu em 1918, em Vila Real, cidade onde viria a falecer no ano 2000. Como fotógrafo amador, manteve-se praticamente activo até ao fim da vida. Amigo próximo de Mário Rodrigues da Silva (o celebrado Marius), Manuel Costa Monteiro deixou um acervo fotográfico capaz de cobrir aspectos importantes da vida social da cidade e da região na segunda metade do século XX.

quarta-feira, 13 de maio de 2020

Circuito de Vila Real, 1952



CIRCUITO DE VILA REAL, 1952.
O piloto Vasco Sameiro, dentro do seu Ferrari 225 S Vignale Spyder.
Fotógrafo: Manuel Costa Monteiro (1918-2000).
--------------------
Manuel Joaquim da Costa Monteiro nasceu em 1918, em Vila Real, cidade onde viria a falecer no ano 2000. Como fotógrafo amador, manteve-se praticamente activo até ao fim da vida. Amigo próximo de Mário Rodrigues da Silva (o celebrado Marius), Manuel Costa Monteiro deixou um acervo fotográfico capaz de cobrir aspectos importantes da vida social da cidade e da região na segunda metade do século XX.

segunda-feira, 4 de maio de 2020

Serra do Marão, 1950



Serra do Marão, 1950.
Pousada de S. Gonçalo.
Fotógrafo: José Aguilar (1913-1981).
--------------------
José Maria Saraiva de Aguilar nasceu em 1913, em Vila Nova de Foz Coa, e faleceu em 1981, em Vila Real. Advogado, professor, escritor de mérito, desportista e dirigente desportivo, entre as suas múltiplas facetas também estava a de fotógrafo amador.

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

Vila Real, 1888



Vila Real, 1888.
Feira de S. Pedro.
Fotógrafo: António Narciso Alves Correia (1810-1898).
--------------------
António Narciso Alves Correia, nascido no concelho de Baião, tinha já 78 anos de idade quando tirou esta fotografia. Muitos dos seus trabalhos, desde a fotografia, ao jornalismo, à escrita e publicação de livros, eram assinados simplesmente como ANAC. António Narciso Alves Correia, uma figura muito ecléctica e avançada para o seu tempo, viveu e morreu em Vila Real.

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Serra do Marão, 1940


Serra do Marão, 1940.
Pastores.
Fotógrafo: Filipe Borges Júnior (1892-1982).
--------------------
O fotógrafo amador Filipe Borges Júnior (1892-1982) nasceu em Vila Real. A sua vida é praticamente indissociável da do seu irmão gémeo, José Manuel Borges Júnior, com quem manteve sempre uma cumplicidade umbilical. De resto, os gémeos Borges, entre muitas outras coisas, partilharam a frequência do curso de Engenharia, que concluíram no Porto, e uma carreira profissional nas Obras Públicas (mais tarde, Junta Autónoma de Estradas), envolveram-se na fundação do Sport Clube e do Circuito de Vila Real, dividiram o interesse pelo coleccionismo, pelas artes, pela arquitectura, pela heráldica, pelos desportos motorizados e, de certa maneira segurando tudo isto, pela fotografia.

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020

Jardim Infantil Mundo da Criança



CADERNOS DO MUSEU DO SOM E DA IMAGEM (n.º 31)
Jardim Infantil Mundo da Criança

sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

Vila Real pela objectiva de Filipe Borges Júnior


«Vila Real pela objectiva de Filipe Borges Júnior» – exposição temporária patente agora no Museu do Som e da Imagem. Todos os dias. Entrada gratuita.
--------------------
O fotógrafo amador Filipe Borges Júnior (1892-1982) nasceu em Vila Real. A sua vida é praticamente indissociável da do seu irmão gémeo, José Manuel Borges Júnior, com quem manteve sempre uma cumplicidade umbilical. De resto, os gémeos Borges, entre muitas outras coisas, partilharam a frequência do curso de Engenharia, que concluíram no Porto, e uma carreira profissional nas Obras Públicas (mais tarde, Junta Autónoma de Estradas), envolveram-se na fundação do Sport Clube e do Circuito de Vila Real, dividiram o interesse pelo coleccionismo, pelas artes, pela arquitectura, pela heráldica, pelos desportos motorizados e, de certa maneira segurando tudo isto, pela fotografia.

segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

Cadernos do Museu do Som e da Imagem


CADERNOS DO MUSEU DO SOM E DA IMAGEM (n.º 30)
Circuito Automóvel de Vila Real: 50 fotografias para 50 edições

quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

Vila Real pela objectiva de Manuel Costa Monteiro



CADERNOS DO MUSEU DO SOM E DA IMAGEM (n.º 29)
Vila Real pela objectiva de Manuel Costa Monteiro